Excecução fiscal do Imposto de Renda PF

ago

7

2014

Eu sou assalariado/empregado e sofro descontos em minha folha de pagto. para filhas maiores de 24 anos, uma parou de fazer a Faculdade e a outra até já se casou.

Ocorre que e a Receita não está aceitando este fato de serem maiores, mas elas estão recebendo tais pensões e tenho todos os comprovantes do desconto em folha e ainda assim a Receita não está aceitando esta dedução na hora das declarações. Estão me cobrando de anos anteriores e até já ajuizaram Execução fiscal em relação ao ano de 2011, e além disso teriam os demais anos, é mole. . É óbvio que isso não é justo, ter que pagar algo duas vezes, isso está arrebentando minha vida.

Como está dificil derrubar isso até na in-justiça brasileira, poderiam me informar se é possível obter um parcelamento bem longo que caberia na minha situação? Já estou até no Cadin. Qual seria o melhor caminho para me livrar de tudo isso e continuar minha vida? Eu não tenho condições de pagar isso de novo para a Receita, o que faço? Eu não fiz ainda nenhuma defesa administrativa direto na Receita, é que sofri demais com tudo isso e o desânimo me abateu, mas agora não tem mais jeito, preciso definir isso junto à Receita.

Estes anos anteriores que a Receita quer me cobrar como Imposto complementar, além do imposto devido, o que considero e é indevido, pois já paguei às 02 filhas que veio descontado, será que é possível derrubar isso no âmbito administrativo mesmo tendo já sido notificado, etc.? Eu preciso fazer valer estes meus descontos como válidos, pois já paguei a elas e tenho a declaração da fonte pagadora informando os descontos e isso a receita tb. tem, ou seja, é muita sacanagem da receita querendo cobrar de novo de um assalariado, isso é injusto e incabido, tem que ter justiça.

E no caso das duas filhas maiores, é possível obter a exoneração das duas de forma liminar e urgente tendo em conta a minha situação desesperadora acima? ou seja, há Execução fiscal em andamento, meu nome sujo no Cadin, eu não tenho mais condições de continuar dessa forma, quais as providências e orientações que devo tomar em relação a essas duas filhas e se é cabível pedir as exonerações destas pensões de forma liminar.

A situação é desesperadora. Grato.

em: Previdência e Tributário Perguntado por: [2 Grey Star Level]
Atendimento Individualizado
Enquanto não há resposta para essa pergunta, poderá se tornar um usuário premium para atendimento individualizado. Mais informações em contratar consulta advogado online.

Sabe a resposta?

Você deve estar Logged In para postar respostas.

Ainda não é um membro? Registre-se »