Entender a sentença se ganhei e quando vou receber

jan

6

2014

entrei com um processo e essa foi a sentença poderia me explicar por favor:
Vistos. A inicial preenche os requisitos legais, partes legítimas e bem representadas, sendo o Juízo plenamente competente para decidir a matéria em questão, inexistindo necessidade de realização de prova técnica pericial. No mérito, vemos que a autora entregou 24 cheques para um empréstimo que acabou não sendo concretizado por divergências com o comprovante de residência. As requeridas devolveram 21 cheques, perdendo três, conforme Boletim de Ocorrência elaborado pelo banco e comunicado através de e-mail (cópia anexada nesta data pela autora). Assim, levando-se em consideração a hipossuficiência da parte autora, é caso de acolhimento do pedido, mormente diante da documentação anexada que ratifica a tese inicial. Houve falha da empresa ocasionando inúmeros aborrecimentos à parte, devendo indenizar. Levando-se em consideração o caráter punitivo e educacional do instituto, evitando novas condutas similares com outras pessoas, sopesando a capacidade econômica das partes, arbitro uma indenização no valor de R$ 10.000,00, suficiente para minimizar os transtornos ocorridos. Posto isso, JULGO PARCIALMENTE PROCEDENTE o pedido inicial, declarando nulos os títulos de números 8503226, 227 e 228, sacados contra o Banco do Brasil S/A agência 1818, condenando a parte requerida, solidariamente, a pagar à parte autora a quantia de R$ 10.000,00, valor que deverá ser corrigido monetariamente e acrescido de juros de 1% ao mês a partir da presente data. Anote-se a revelia da requerida Panserv Ltda.. Preparo recursal, R$ 193,70. Deverá ainda ser recolhido o porte de remessa e retorno dos autos ao Colégio Recursal, no valor de R$ 29,50 (por volume), a ser recolhido em guia do fundo de despesas do Tribunal de Justiça (cód. 110-4), nos termos do Provimento nº. 833/04 do Conselho Superior da Magistratura. Sem custas e honorários advocatícios, nos termos do artigo 55 da Lei nº. 9.099/95. Após o trânsito em julgado, e a requerimento da parte interessada, ao contador para atualização de eventual valor condenatório, expedindo-se a seguir mandado de penhora e avaliação. Decorridos 90 dias do trânsito em julgado da sentença ou da extinção da execução, os autos serão destruídos, facultando-se a restituição dos documentos caso haja interesse Provimento CSM nº. 1.679/2009, artigo 1º, 30.2). Prazo recursal, 10 dias.

em: Direito Civil e Processo Perguntado por: [2 Grey Star Level]
Atendimento Individualizado
Enquanto não há resposta para essa pergunta, poderá se tornar um usuário premium para atendimento individualizado. Mais informações em contratar consulta advogado online.

Sabe a resposta?

Você deve estar Logged In para postar respostas.

Ainda não é um membro? Registre-se »